Publicado por: Lucylle France | julho 26, 2007

Baguete Bactericida

we021053.jpg

Sem duvida alguma, a França tem ótimos paes! Não me canso de passar pelas boulingeries e sentir o aroma de um bom croissant recém saído do forno, pain au lait, baguetes, hummm!

Mas uma coisa devo afirmar: o nível de higiene esta para abaixo de zero, seja do proprietário, seja de quem compra.

Se for contar tudo que já vi acontecer quando a baguete é um dos personagens destas cenas, você simplesmente olhara a baguete francesa, com outros olhos. Quiçá, alguns franceses.

Eu e meu marido estamos desenvolvendo a teoria de que a baguete é anti-bactericida. Deu fungo no seu pé? Poe a baguete lá que ele some. Tem mofo no seu banheiro? Poe a baguete lá que ela resolve o trabalho.

E porque esta teoria? Porque a pobre coitada é jogada para tudo quanto é lado, manipulada pelas mesmas mãos que manipulam o dinheiro, devidamente enfiada debaixo do braço, viaja com seu novo proprietário por linhas de trens entupidas de gente, e aterrisa gloriosamente na mesa dos franceses para ser digerida durante as refeições.

E incrivelmente, não há noticias de intoxicação alimentar! Isto é incrível! Se nossos órgãos brasileiros de Higiene Publica desse uma geral em todos esses estabelecimentos, os proprietários de boulingeries seriam fartamente multados, por simplesmente manipular os alimentos sem as devidas luvas cirúrgicas… touquinha para prender o cabelo? Imagine! Cabelo faz parte dos ingredientes da baguete!

Pior ainda quando a coitada é jogada displicentemente no porta-mala do carro. Justamente aquele porta-malas onde você carrega os objetos para limpar o jardim (francês de campagne* que é francês de campagne, tem a casa minúscula e um jardim de hectares), o cachorro (sem a casinha) para ser levado ao veterinário, e as compras do mês, entre tantas outras coisas.

Depois, a precavida e preocupada mãe francesa, gloriosamente tira o bico da baguete e da para seu pimpolho mastigar, enquanto prepara a refeição.

Portanto, eis nossa teoria: para você criar anti-corpos resistentes, coma baguete francesa desde a primeira dentição, assim, você estará imune a todas as doenças e intoxicações alimentares que for possível angariar durante toda sua vida.

(*) campagne em francês, quer dizer campo, como diz minha amiga, é roça mesmo!!!


Responses

  1. O que os olhos não vêm,coração não sente. com certeza muita gente não sabe disso e então continua a comer as saborosas baguettes.. =P essa teoria de anti-bactericida está excelente,só que o que mata as bactérias são os fungos,logo,para ser anti-bactericida, a baguette teria de ter fungos.. e muitos.

    bom blog,parabéns!

  2. Hahahaha. Quer dizer que o pão é mil e uma utilidades, é? Esse da foto tá com uma cara meio estranha, hein? Essa terra dá o que falar, né?

    Beijão.

  3. Lady, o intuito era brincar mesmo com o conceito e nao ir a fundo neles, mas obrigada pela sua explicaçao. Ficou ainda mais divertido o post!

    Entao junta o fungo de um com o do outro, e ai ta tudo bem, nao é mesmo???

    Bj. e obrigada pela visita!

  4. Nanda, tu nao tem noçao!!! O pao é desse jeito mesmo, aqui nao tem o pao frances que a gente tem ai no Brasil, acreditas???


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: