Publicado por: Lucylle France | janeiro 8, 2009

Curso para ser Pao Duro

G200395518-001ente, nao é pegaçao de pé nesta turma, mas é que eles fornecem bastante material para este tipo de post.

A imprensa francesa é alarmista. E os franceses mais ainda.

Veio a crise financeira e somos invadidos diariamente com programas de televisao em como economizar. E para nos, brasileiros, existem algumas dicas que no minimo, chocam.

Primeiro, houve um monte de reportagens como franceses que ficam na porta de tras do supermercado esperando que o mesmo leve o lixo para fora. Neste lixo, geralmente estao produtos que foram descartados proximos da data de validade ou passados um ou dois dias. E a turma se estapeia revirando os containers de lixo.

Alguns supermercados, para evitar que alguém consuma um produto deterioriado e depois leve um processo, joga candida ou algum produto quimico no que foi descartado. E mesmo assim, tem gente que pega e orgulhosamente explica ao reporter que é so lavar e da para comer. E depois ganha uma estadia no hospital. E o individuo culpa o governo por isto.

Sim, porque aqui, o “rei” ainda é culpado de tudo…

Nao sao moradores de rua. Nao. A gente ve que muita gente tem emprego estavel, ou é estudante (e aqui tem muita ajuda para estudantes, isto nao justifica) ou simplesmente o cara tem propensao a encher a mao de sal de fruta , fecha-la bem e atravessar a nado uma piscina e ainda conseguir chegar com o sal de fruta sequinho na outra borda, de tao mao fechada que o individuo é.

O mesmo fazem com moveis e outras coisas descartadas. Aqui na França, as prefeituras passam uma vez por mes recolhendo moveis velhos, eletrodomésticos, enfim tudo que é lixo grande. E o povo aproveita e faz o rapa antes que o caminhao da prefeitura passe e leve tudo para o descarte ou a recuperaçao.

A gente esta tao acostumado, que uma amiga italiana, quando ouve alguém falando que tal coisa esta tomando espaço na garagem e nao usa mais, ja exclama:

“- Larga na rua que a turma pega”.

Agora, a moda é comprar tudo de seguda mao ou nos brechos. E aqui, para quem ama este tipo de coisa, é um prato cheio: sites vendendo tudo usado, brocantes, borse aux vetements, borse aux jouets, reunioes de troca de roupas (nao sei porque mais dizem que importaram esta idéia do Brasil, é verdade???) e leiloes num site de vendas de produtos usados.

Aproveitando esta onda, logico, as emissoras de televisao nao ficaram atras. Invariavavelmente, toda santa noite algum canal de TV passa um programa ensinando a gente como se comportar e fazer compras em lojas de segunda mao. E o grande numero de profissionais que estao surgindo, tipo um second-hand coach que lhe ensina ou intermedia a vender suas coisas usadas para alguém.

Tem gente que compra tudo para bebes de segunda mao, inclusive roupas. Uma futura mamae, num destes programas, enche a boca e exclama : “Para que comprar roupas novas para um bebe???”

Como é que é???
O que mais me extasia sao os brasileiros que entram nesta onda.

Juro por Deus, quando eu dei a noticia da gravidez as minhas amigas brasileiras que moram aqui, me senti uma verdadeira lata de lixo ou o “vide granier”, aqueles eventos que americanos e franceses usam para desovar tudo que esta entulhando na garagem em cima dos outros.

Recebi ofertas de protetores de berços guardados no fundo da garagem ha mais de 7 anos, sutias de amamentaçao usados ha mais de 10 anos, entre enxovais completos, mal guardados, amassados e cheirando a mofo no sotao da casa, com mais de 6 anos, com o requiente de ter sapatos faltando enfeites, furados ou coisa parecida. Sem contar no mal estado das roupas. Parecia que tinham presenciado as duas grandes guerras mundiais e voltado para a mala para contar a historia.

Mas nao foi so coisa usada nao. Uma amiga me ofereceu de presente, sobra de tres gravidez, tres fraldas novas, segundo ela, sem uso.

Fui tomar café na casa dela, me convida a subir para pegar as fraldas. Seguem atras os 3 filhos dela que decidem brincar com as fraldas. Os dois maiores amarram a fralda no pescoço e saem brincando de super-herois. A mais novinha, decide estender a fralda no chao e andar de la para ca, de sapatos, em cima dela.

Juro que engoli seco. Quando me despedi, ela me deu as tres fraldas. Peguei-as. Afinal, fralda também é um otimo pano de chao e pano para limpar vidro e eu estava precisando de umas.

Fim que levaram as tres fraldas depois da lambança dos filhos da minha amiga….


Responses

  1. Oi, Lucylle

    Surfando na WEB deparei com seu blog e “tout de suite” voltei à nossa inesquecível LUTETIA, pois eu também tive o privilégio de estudar em Paris, só que nos idos de 1963/64. Isto mesmo. Já sou um “vieillard” com 70 anos completados em 2009!! Minha filha mais velha está com 42 anos e tambem estudou aí na Europa, só que na Bélgica, Universiadde de Louvain.
    Aolerseustextosrelembreiexperiências “semelhantes” que tive por aí. Para ter uma idéia da penúria em que vivi, basta dizer que minha bolsa de estudos era de 480 Novos Francos (100 US$),
    começando em outubro de 1963 e terminando em junho de 1964. Sou médico veterinario e fiz curso de especialização aí na famosa “Ecole Nationale Vétérinaire de Maisons-Alfort”.
    O tempo passou, o mundo mudou mas acho que a mente “gaulesa” ainda continua QUASE a mesma… No “curso para ser pão duro” você não citou o “socorro” que os necessitados tinham colocando objetos de valor no “prego”. Eu mesmo, nas horas de grande apuro financeiro,
    conseguia alguns “sous” empenhando no CREDIT MINICIPAL DE PARIS, agence rennes-Raspail, uma caneta Parker de ouro e meu anel de formatura em “Zooiatria”!! Descobri, assim, que se poderia empenhar qualquer objeto de valor, de anel a automóvel! É bem provável que você já tenha ouvido falar do tal de “MONT-DE_ PIETE”, não?
    Salut et à bientôt.
    Percy

  2. lucielly você é otema eu me achava criticaa mais vc e mtoo melhoor! h´qto tempo vc mora na fraça?
    beijo

  3. Querido, meu blog eh uma cronica sobre minhas experiencias na Franca, nao arranjo casamento nao….


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: