Publicado por: Lucylle France | abril 18, 2008

A série Como NAO Fazer- Parte I: Vendas

Antes de ocupar do cargo de engenheira doméstica, por longos e divertidos anos, dediquei-me a area de marketing de uma industria automobilistica.

E quem trabalha nesta area sabe que quando o bichinho morde, fica doente pelo resto da vida. Me lembro que enquanto fazia minha pos-graduaçao, minha mae tinha horrores de ir ao supermercado comigo, pois eu me detinha em cada prateleira, analisada embalagem, preço, disposiçao e pior: metralhava minha mae com minhas consideraçoes sobre o local onde o Bom Bril estava em relaçao a outra marca, o que quer dizer que por tabela, ela também fez o curso de marketing.

Portanto considero que tenho tres paixoes na minha vida:  minha familia, carros e o marketing.

Enquanto estive na Italia, pude aprender bastante sobre estas duas ultimas paixoes, principalmente carros, e logico, os da marca Alfa Romeo. Impossivel para mim até hoje, transitar pelas ruas e estradas e nao virar o pescoço quando passa uma Alfa Romeo 147, 156, 159, Giulietta, etc.

Principalmente quando dentro de casa voce tem um outro amante deste assunto (maridao) que tem a capacidade de bater o olho num  carro e determinar o modelo, inicio e termino de fabricaçao, opcionais que o carro tem e saber de cor a historia de cada industria automobilistica. Que tem por hobby colecionar miniaturas de carros, revistas sobre carros, e cujo escritorio esta repleto de reproduçoes de propagandas antigas veiculadas em revistas e jornais de diferentes paises.

Mas eu nao reclamo: muito dessa coleçao de miniaturas e propagandas tiveram minha entusiasta contribuiçao…

Quando mudamos para a França, confesso que nao tenho pelas marcas francesas a mesma empolgaçao que tenho pelas marcas italianas. E confesso sem pudor algum que decepciono-me com o que eles chamam aqui de marketing e conto minhas peripécias e as experiencias de amigas nesta area.

A começar pela Saga da Maquina de Lavar roupas, exaustivamente discursada neste blog, onde pude jogar toda minha indignaçao e ira contra o que eles chamam de Assistencia Pos Venda. Ira esta extinguida quando decidimos vender a maquina e comprarmos outra, em outra loja, cujo proprietario da rede é de origem marroquina.

Nao preciso comentar neste ponto, que o problema de atendimento foi definitivamente resolvido: por falta de ler o manual, minha maquina um dia, começou a fazer um barulho estranho. Liguei para a assistencia técnica, o rapaz educadamente me atendeu, pelo telefone ele deu o parecer do problema (falta de limpeza no filtro), me ensinou como faze-lo e prometeu me ligar no dia seguinte, as 10:00 horas da manha, dizendo que caso nao fosse resolvido, no mesmo dia estaria em minha casa, um técnico, mesmo o dia seguinte sendo um domingo.

No dia seguinte, exatamente as 10:00 horas da manha, o rapaz da Assistencia Pos Venda ligou em casa. Ele estava certo, o problema era realmente sujeiro no filtro e o problema foi resolvido sem a intervençao de um técnico.

Lembrem-se: o dono da rede de lojas é um marroquino…

Voces estao de boca aberta? Esperem para conhecer a estoria de uma amiga, que acabou de comprar um terreno imenso, numa regiao extremamente cara e que pretende construir uma casa de 5 quartos, 2 banheiros, uma suite, jardim e piscina:

O casal armou-se de toda documentaçao, planta do terreno, restriçoes impostas sobre a construçao devidamente documentada pela secretaria de urbanizaçao da cidade, budget devidamente estudado por um especialista em financiamento imobiliario (e informo que nao é café pequeno), e um belo sabado chuvoso, esperançosos rumam a uma regiao parisiense onde todos construtores possuem seu show-room.

Chegam proximo do horario do almoço, param numa construtora, , entram e segue-se o seguinte dialogo entre vendedor e comprador:

Casal: Bom dia, estamos aqui para conhecer as plantas que voces podem oferecer para uma area de 250m2 de area habi…

Vendedor : Bom dia, voces tem horario marcado?

Casal: Nao, infelizmente nao, mas viemos com toda documentaçao e com o budget delimi…

Vendedor: Olha, ja esta na hora do meu almoço, voces podem voltar mais tarde?

Casal: Mas…

Vendedor : Nao da para eu atender voces porque esta na hora do meu almoço e voces nao tem horario marcado. Ou voces voltam mais tarde, ou voltam outro dia.

Casal: Pelo menos a gente pode entao, marcar um horario para semana que vem?

Vendedor: Podem, mas voltem depois do meu horario de almoço para marcar, combinado?

Pasmem: o vendedor nao quis perder cinco minutos para pelo menos pegar sua agenda e marcar um horario com este casal para mostrar as plantas. Também nao se preocupou em procurar algum colega de trabalho que estivesse disponivel para atende-los, tampouco anotar um telefone de contato deste casal para posterior agendamento.  Praticamente colocou-os porta a fora, como se estivessem ofendendo-o com sua presença numa hora “tao inoportuna”.

Meus amigos se dirigiram para um a outra construtora. Quando chegaram, foram extremamente bem atendidos por um rapaz de traços arabes, bem disposto, sorridente, que os conduziu ao seu posto de trabalho. A esposa olha para a decoraçao do escritorio: replicas da moeada algeriana, bandeira da Algéria, mapa da Algéria, diplomas de vendedor recorde de vendas em tres anos seguintes… o vendedor é de origem algeriana.

Entra em cena um rapazinho, mirrado, estampado no rosto “sou frances”, acompanhado de um outro homem, bem apessoado, bem vestido, também de traços arabes.

– Voce vai atender este casal? Nao vai almoçar?

–  Nao, pode ir, eu fico com o casal. Espero que ELES ( casal) nao estejam com fome, porque eu estou a disposiçao deles.

– O rapaz aqui pode ficar com voce para ver como se faz?

O vendedor em questao pede licença para o casal, para que o novato possa acompanhar o trabalho, explicando que é um novo funcionario e esta em treinamento. Sao 12:00, horario que todos construtores estao encerrando as portas para o almoço.

Com a permissao do casal, o novato fica e o vendedor, bem humorado, simpatico, pega um folha, ouve a expectativa do casal em relaçao a casa, pergunta os costumes do casal, e como eles sonham a vida deles naquela casa. Depois de ouvir atentamente, anotar o que é importante, poe na mesa algumas plantas de casa e começa a fazer este casal a imaginarem-se dentro daquela casa.

Nao houve algum sinal de impaciencia quanto a horario de almoço, ninguém olhou para o relogio, tempo dispendido, ou pressa em fechar o contrato. A visita se prolongou por mais de duas horas e termina com a troca de cartoes de visita e insistentes perguntas da parte do vendedor se havia alguma duvida ainda, a ser esclarecida.

A venda nao foi fechada. Meus amigos estao ainda considerando o que pretendem fazer dentro daquele terreno, mas informo que eles estao inclinados a fechar o contrato com a construtora cujo vendedor é algeriano.

Cenario 3

Voce esta confortavelmente em sua sala,  assistindo TV. Hora das publicidades. Um homem, feliz da vida, cantarola alguma coisa. Uma garotinha entra em cena e grita COFIDIS. Aparece o logotipo do famigerado COFIDIS. Fim da propaganda. Expectador, sentado em seu sofa, fica com cara de “ué”.

Consideraçao final : ou a empresa aqui é tao conhecida que dispensa maiores informaçoes ao consumidor, ou a agencia de publicidade é um zero a esquerda.

Hora do almoço. Voce esta a mesa, morto de fome, garfo em punho, estomago roncando. A TV esta ligada, voce lança um olhar. Aparece um pé cujas unhas estao caindo de podre. Propaganda de remédio para micose de unhas.

Pergunta: Voce continua a comer, ou sai correndo vomitar??

Quando cheguei aqui, inicialmente tinha a idéia de continuar a estudar Marketing. Nao preciso acrescentar que deixei esta idéia de lado…

 

 


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: